Atritos entre big techs e imprensa estão longe de consenso

Atritos entre big techs e imprensa estão longe de consenso

A entrevista do escritor de ficção científica Cory Doctorow para a New Yorker dá pistas sobre como a perspectiva orienta discursos contrários às big techs, especialmente se a rejeição a algo pode descambar para o niilismo quando conta ao repórter Christopher Byrd por que a ficção equilibra as narrativas.

“O que você tem para mostrar às pessoas não é apenas o quão ruim será se elas não agirem, mas quanto espaço há para agir e melhorar as coisas. E é um equilíbrio muito difícil, porque quanto melhor você demonstrar o vasto e assustador desafio, mais difícil será convencê-las de que alguma ação pode fazer a diferença”, disse.

É legítima batalha pela remuneração. Um bom ponto de partida é o agregador Google News. Contudo, são compreensíveis os arrazoados das big techs. Pois, até agora, as fabulações da mídia tradicional são frágeis e maniqueístas –o bem contra o mal. Rede social não é display. É preciso ir além. Não vai surtir efeito esse estica e puxa.

Leia mais! 

Fonte: Poder 360