Google e Meta devem US$ 11,9 bilhões a US$ 13,9 bilhões por ano a veículos de notícias dos EUA

Google e Meta devem US$ 11,9 bilhões a US$ 13,9 bilhões por ano a veículos de notícias dos EUA

US$ 11,9 bilhões a US$ 13,9 bilhões por ano é o valor que um documento de trabalho recente estima que o Google e a Meta devem aos editores de notícias dos veículos de comunicação dos EUA se a proposta de Lei de Competição e Preservação do Jornalismo fosse aprovada nos EUA.

Governos de todo o mundo estão pressionando o Google e a Meta, empresa-mãe do Facebook, a pagar pelas notícias que divulgam. O conteúdo de notícias gera renda para o Google e o Facebook, mas os acordos existentes feitos entre essas plataformas e os editores de notícias não capturam o valor total que o conteúdo gera. Isso porque plataformas e editoras de notícias prestam “serviços complementares” – o valor econômico gerado pelos dois usados juntos é maior do que produziriam isoladamente.

As plataformas têm assinado acordos de pagamento diretamente com as editoras, mas os valores exatos e a forma como esses valores foram calculados estão escondidos por trás de acordos de confidencialidade. É necessária uma maior transparência sobre a metodologia subjacente a estes cálculos para alargar a discussão e conceber uma norma que seja justa e igualmente aplicável aos grandes e, criticamente, aos pequenos meios de comunicação social.

Leia mais:

Canadá: ‘revisão preliminar’ sobre o bloqueio de notícias da Meta – Sindijore RS

Fonte: Wan – Ifra